OBSERVANDO E SENTINDO O MAR

por

Cleidiner Ventura/Anjo

MAR

Qual espuma desmaiada,

varre a onda

a branca praia;

 

Da janela observando,

vejo longe o horizonte...

 

...e do sol,

leve vestígio...

 

Não ousa  interromper,

não ouso entender,

porque o rei sol não ultrapassa

essa linha do horizonte

 

e de luz vem inundar

a imensidão

desse

mar!

Guarujá/SP - 21.01.2005

MAR

Inundo os olhos

nesse mar imenso;

 

Céu e mar

num único tom!

 

Mergulho 

em

meu interior

e somos agora

um mesmo tom

- cinza -

Guarujá/SP - 21.01.2005

MAR

Voa gaivota

nesse céu

nublado;

 

esbarra

na

chuva,

não interrompa 

seu vôo cadenciado.

 

Busca mais tarde

seu repouso,

na encosta

da montanha.

 

Voa gaivota

solitária!

 

Enquanto

o céu derrama

seu pranto...

Guarujá/SP - 20.01.2005

MAR

Frenéticas ondas

desse mar

imenso,

 

dançam como espumas

na cálida areia

da praia!

 

Na barra-mar

vejo atracados,

navios cargueiros

à espera da descarga.

 

À deriva,

pranchas

e

surfistas.

 

Ao horizonte,

verdes morros,

faróis e gaivotas a cantar!

 

Frenéticas

ondas

desse

mar imenso,

- onde me encontro?

Guarujá/SP - 20.01.2005