MEU QUERIDO PAI

 

PAPI,

VÁ SUAVEMENTE...

- VOCÊ SABE QUE

ESTÁ  EM PAZ

E QUE NOS PENETROU

A TODOS.

QUE É PARTE DE NÓS,

QUE O LEVAREMOS

AONDE QUER QUE A GENTE VÁ.

QUE SEMEARÁ O MUNDO

COM LINHAS

E

TECIDOS

COLORIDOS,

COSTURANDO

NOSSA SAUDADE,

ARREMATANDO

NOSSA DOR,

MOLDANDO

NOSSOS ESPÍRITOS

PARA A EVOLUÇÃO

E

ACEITAÇÃO

NECESSÁRIAS

PARA ESSE VAZIO

QUE JÁ SINTO,

QUE JÁ SENTIMOS,

MESMO QUANDO AINDA

ESTÁS CONOSCO!

 

Cleidiner Ventura  ( ANJO)

Poema feito no início de junho/94, quando meu querido pai estava hospitalizado.

Papi era alfaiate e desencarnou em 24.06.94.