POEMA VAZIO

 

Escapam-me pelas mãos,

os versos,

caem as rimas,

uma a uma.

- perco o poema-

 

Sem rimas e versos,

vazio o poema,

perdido o olhar,

inerte o corpo,

 

Resta apenas,

na penumbra,

um coração só!

 

Cleidiner Ventura

Sáb. 18.07.09 – 11:00 hrs.