Ponte


Autora: Cleidiner Ventura/Anjo
Brasil



Um dia sai de manso
passei a ponte
e pensei....
eu volto!


Pra trás eu via sumindo
as casas, as igrejas,
as árvores...


O rio já não me acompanhava
serpenteando suas águas
ao lado de minha janela.


Pela estrada eu seguia
rumo ao desconhecido.


Me mudei, cidade grande,
escola e trabalho árduo.


A saudade residia
no meu peito latejando
e o som era tão forte
que ecoava nos ouvidos meus.


fui vivendo.


Não voltei - terra minha!
desde que passei a ponte
tantas coisas se passaram...


Voltar agora pra quê?

 

Tanta gente que eu queria,
de abraços apertar,
não mais estão me esperando.


Os amigos...
também passaram a ponte!


Passei,
passamos todos!


Mais se não fosse esse rio
a atravessar minha terra,
por certo não teria nascido
em Santa Cruz do Rio Pardo!

VERSÍON EN ESPAÑOL